Skip to main content

*Novo* A maneira mais fácil de lançar música 🎵

Faça sua música ser escutada!
iMusician logo
Todos os artigos do blog

O que é um lançamento em EP, single ou álbum?

  • Martina
  • 23 junho 2022, quinta-feira
Compartilhar artigo no
Single, EP ou álbum

Existem três tipos diferentes de lançamentos que você pode, como músico independente, distribuir com a iMusician - um single, um álbum e um EP. Você está pronto para publicar sua música e se pergunta quais opções de lançamento você tem e qual seria a melhor para você? Neste artigo, vamos guiá-lo pelas características de cada tipo de lançamento e suas diferenças para esclarecer quaisquer mal-entendidos e ajudá-lo a levar sua música ao mundo da melhor maneira possível.

O que é um single?

Um single é um tipo de lançamento de música que normalmente inclui menos faixas do que um álbum, LP ou EP. Muitas vezes refere-se a uma música individual que é lançada separadamente de um álbum, mas pode aparecer mais tarde nesse álbum. No entanto, nos tempos atuais de download de música, um single pode consistir em até três faixas. O domínio dos serviços de streaming também dá aos músicos a capacidade de lançar cada uma de suas músicas separadamente. No entanto, o conceito de um 'single' é bastante reservado para uma música mais fortemente promovida e, portanto, comercialmente bem-sucedida, normalmente usada para comercializar o próximo álbum do músico.

Quando um músico deve lançar um single?

Além de ser uma importante ferramenta promocional para músicos já consagrados, o lançamento de um single (ou múltiplos singles) pode ser considerado principalmente uma entrada para o mundo da música. Um single é tipicamente o primeiro tipo de gravação lançada por um músico novo, ainda desconhecido, com o objetivo de mostrar seus traços característicos e começar a conquistar seu público.

Lançar um EP ou álbum antes de ser “descoberto” pode ser bastante caro, e ter pouco ou nenhum impacto positivo em sua carreira musical. Nesse caso um single ajudará você a construir sua base de ouvintes que você pode sustentar e depois desenvolver lançando outros tipos de gravações. Lançar mais singles antes de eventualmente publicar um EP ou um álbum pode trazer ainda mais consciência para sua música, estabelecendo uma base mais forte para sua carreira como músico.

Distribuindo um single com a iMusician

Um single iMusician tem que ter:

  • Até 3 faixas, nenhuma delas com mais de 10 minutos

Aqui você pode distribuir seu single com a iMusician!

O que é um EP?

Um EP significa 'Extended Play' e caracteriza uma gravação de música que é mais longa do que um single, mas contém menos faixas do que um álbum ou um LP. Os EPs nos dias de hoje contêm cerca de 4-5 músicas e são considerados um meio menos caro e demorado de produzir e lançar música em comparação com um álbum. Além disso, um EP tende a ser menos coeso e pouco comprometido com a capacidade de retratar a criatividade e a diversidade de um músico. No entanto, ainda deve ser tratado como uma entidade existente e funcionando por conta própria, em vez de um conjunto de trilhas coletadas aleatoriamente.

Quando um músico deve publicar um EP?

Depois de lançar um ou mais singles, gravar e publicar um EP pode ser um bom segundo passo para solidificar sua base de fãs, bem como direcionar e atrair novos públicos exploradores. Se os ouvintes ainda não estão familiarizados com sua música, é mais provável que ouçam uma coleção mais curta de músicas em vez de um álbum completo de 15 faixas. Isso porque, com tantas faixas sendo lançadas todos os dias, os ouvintes tendem a ser impacientes e exigentes com a música que escutam. É uma oportunidade maior para os músicos demonstrarem suas habilidades profissionais, potencial e capacidade de mergulhar em vários gêneros.

Além disso, com a popularidade cada vez maior de downloads de música e serviços de streaming, como Spotify, Deezer e Apple Music, os EPs também se tornaram uma estratégia de marketing e promoção comum e importante, principalmente para artistas de música popular que buscam manter sua reputação, popularidade e permanecer relevantes aos olhos de seus seguidores. Ao lançar um EP que antecede ou segue um álbum, os músicos têm a capacidade de permanecer ativos, de forma regular e consistente, fornecendo aos seus fãs novas músicas e, assim, permanecendo no radar de todos. Além disso, publicar um EP é uma ótima maneira de promover uma próxima linha de shows ou uma turnê, mantendo os fãs empolgados e atraindo fãs em potencial para virem a um de seus shows também.

Por fim, lançar um EP pode ser uma ótima maneira de testar as águas, caso você queira experimentar e tocar com gêneros ou estilos de música que não experimentou antes. Ao ver como esse EP foi recebido, tanto por seus fãs quanto pelo público de outras comunidades, você poderá tomar uma decisão mais construtiva sobre a evolução de sua música no futuro. Essas informações pouparão tempo criativo e dinheiro antes que você se esforce totalmente para criar um álbum inteiro.

Lançamentos de EP notáveis

Considerando outros gêneros musicais, os EPs são populares há muito tempo entre bandas de punk, hard rock e indie. No início dos anos 1960, os Beatles eram os artistas mais prolíficos lançando EPs, dos quais muitos foram recebidos com grande sucesso. Em 1994, a banda americana de rock e grunge, Alice in Chains, tornou-se a primeira banda a ter um EP de alcance n. 1 na parada de álbuns da Billboard (EP chamado 'Jar of Flies'). Eles foram seguidos pelo EP de colaboração de Jay-Z e Linkin Park, 'Collision Course', em 2004.

Distribuindo um EP com a iMusician

Para lançar e distribuir seu EP com a iMusician, ele deve ter:

  • 1-3 faixas com pelo menos 1 faixa com mais de 10 minutos ou;

  • 4-6 faixas com um tempo total de execução de 30 minutos ou menos.

O iTunes tem suas próprias regras quando se trata de exibir lançamentos, então é preciso ter em mente que mesmo que enviemos seu lançamento como um EP, ele pode ser marcado como Single no iTunes!

Aqui você pode distribuir seu EP com a iMusician!

O que é um álbum?

Um álbum pode ser definido como uma coleção de gravações de áudio, consistindo, tradicionalmente, em cerca de 7 a 15 faixas com duração total de 35 minutos a uma hora. Em comparação com um EP, que pode ser visto como um conjunto de histórias separadas e bastante individuais, um álbum é visto como uma obra de arte complexa, retratando um capítulo específico da vida do músico e levando o ouvinte a uma jornada artística.

Existem três tipos principais de álbuns - um álbum de estúdio, um álbum ao vivo e um álbum solo. A maioria dos álbuns são álbuns de estúdio, tradicionalmente gravados em um estúdio de gravação de música. No entanto, esses álbuns também podem ser gravados em outros locais, talvez até estranhos, como no campo (essa técnica era muito popular nos primeiros álbuns de Blues), em uma prisão, ou mais comumente em casa, o que era frequentemente praticado durante a tempos de pandemia do Covid-19.

Um álbum ao vivo é um termo usado com mais frequência para um álbum gravado em um show diante de uma plateia ao vivo, embora essa gravação geralmente seja dublada ou multi-pista em um estúdio. Como 'ao vivo' também são consideradas gravações que foram feitas em um take em um estúdio sem usar nenhuma edição a seguir, overdubbing ou multi-tracking. Os dois álbuns ao vivo de maior sucesso comercial são 'Unplugged' de Eric Clapton de 1992 com mais de 26 milhões de cópias vendidas e 'Double Live' de Garth Brooks de 1998 com mais de 21 milhões de cópias vendidas.

Um álbum solo então caracteriza um álbum gravado por um ex ou ainda atual membro de uma banda musical, que emitiu a gravação apenas em seu próprio nome. Músicos que foram aclamados internacionalmente depois de lançar seus álbuns solo incluem Robbie Williams, Peter Gabriel, Sting, Beyoncé e muitos outros.

Como expressão e consumo da música gravada, os álbuns dominaram a indústria da música desde meados da década de 1960 até o início do século XXI, durante um período conhecido como “era do álbum”. Os três formatos de gravação de álbuns mais comuns foram: o disco de longa duração (LP), a fita cassete e o disco compacto. O início do século XXI começou então a era dos downloads de música e, mais importante, dos serviços de streaming de música com a popularidade dos álbuns em declínio.

Quando um músico deve lançar um álbum?

Enquanto um EP é ótimo para atingir e atrair novos ouvintes, um álbum é o que você precisa para transformar o público ainda não engajados em seu fã-clube. Além disso, fornecer uma "experiência de álbum" ajudará você a manter a lealdade e o envolvimento de seus fãs já existentes. As pessoas que amam sua música não apenas desfrutarão de um álbum completo de 15 músicas, mas também o exigirão para entender melhor e se sentir mais conectados ao seu artista favorito.

Além disso, como sugerido anteriormente, os álbuns são vistos como um tipo de lançamento de música mais significativo e complexo, aumentando a credibilidade e a visibilidade do artista e aumentando sua presença nas plataformas de streaming de música. Ao lançar um álbum, você geralmente será visto como um ‘músico sério’, fazendo você parecer mais sólido e atraente para outros profissionais da indústria da música, como agentes, organizadores de festivais ou outros músicos.

Distribuindo um álbum com a iMusician

Se você gravou um álbum, para distribuí-lo com a iMusician, ele precisa ter mais de 6 faixas ou 30 minutos. Se sua gravação tiver menos de 7 faixas, mas exceder a duração de 30 minutos, ela ainda será considerada um álbum no iTunes.


Aqui você pode distribuir seu álbum com a iMusician

Tipos de lançamentos distribuidos pela iMusician

EP x LP

O que é LP?

A abreviatura LP significa 'Long Play' e tradicionalmente refere-se a um disco de vinil de longa duração caracterizado por um disco de composição de vinil com um diâmetro de 30 ou 25 cm (12 ou 10 polegadas) e uma velocidade de reprodução de 33+1 ⁄3rpm. Esse formato de gravação de áudio foi introduzido pela primeira vez em 1948 pela Columbia Records e logo se tornou o formato predominante para álbuns de discos, durando até o início dos anos 2000. Isso veio como resultado de desenvolvimentos tecnológicos com discos de vinil sendo gradualmente substituídos por cassetes, depois por discos compactos (CDs) e, eventualmente, pela distribuição de música digital.

A diferença entre LP e EP

No passado, a abreviatura EP era usada para nomear um formato de disco de vinil concorrente, introduzido em 1952 pela RCA Victor Records, com um diâmetro de 10 polegadas e tocado a uma velocidade de 45 rpm. Embora o termo não tenha sido originalmente baseado na duração da reprodução, um EP pode conter áudio com duração de cerca de 15 a 22 minutos, enquanto um álbum de LP varia de 30 a cerca de 50 minutos. O tempo de reprodução geralmente pode variar com um LP sendo capaz de armazenar 40 minutos de música de cada lado, mas também com a degradação da qualidade do áudio após um certo ponto. Gradualmente, ambos os rótulos - EP e LP - começaram a ser usados ​​para indicar a duração do tempo e o número de faixas do disco.

Embora a partir do final dos anos 2000, os discos de vinil tenham experimentado um renascimento em termos de interesse renovado e aumento de vendas, ao longo do tempo, o termo 'LP' passou a se referir a um álbum completo, com um total de cerca de 10 a 12 faixas (sem limitações) e uma duração de cerca de 45-60 minutos. 'EP' refere-se a um álbum de meio comprimento, também chamado de 'mini-álbum', consistindo de 3-6 faixas com uma duração de 25-30 minutos no total. A palavra 'extended' significa que excede a duração de um single.

Diferenca entre EP e LP

Conclusão

Neste artigo, vimos o que os singles, EPs, álbuns e LPs representam. Como explicamos, cada tipo de lançamento musical desempenha um papel importante na vida profissional de um músico. Enquanto os singles tendem a ser a primeira gravação publicada por um novo artista, os EPs podem ajudá-los a aumentar seu público fiel e atrair novos ouvintes também. Um álbum permite que você apresente totalmente sua arte, contando uma história específica e criando e fortalecendo o vínculo com sua base de fãs. Qualquer artista que queira lançar sua música deve estar ciente das diferenças entre cada tipo de lançamento musical para se beneficiar plenamente de suas características em determinado momento de sua carreira.

Compartilhar artigo no
Newsletter iMusician

Tudo que você precisa.
Tudo em um só lugar.

Receba dicas sobre como ter sucesso como artista, receba descontos para distribuição de música e as últimas notícias da iMusician diretamente na sua caixa de entrada! Tudo que você precisa para crescer sua carreira musical.

Loading...